Ranking 2021 – Unicórnios Brasileiros: Conheça as startups brasileiras avaliadas em mais de U$ 1 bilhão


Após um aporte de US$ 190 milhões, a startup MadeiraMadeira agora é avaliada em mais de US$1 bilhão, se tornando o novo unicórnio brasileiro. A última captação da empresa havia sido em 2019, em rodada de 110 milhões de dólares liderada também pelo SoftBank Group. Esse aporte na companhia é reflexo de um ano excepcional para o e-commerce brasileiro, que cresceu 107% no ano passado.

Nesse novo aporte além dos fundos que lideraram o aporte, participaram da rodada também o Flybridge e a monashees, que já investiam na companhia, bem como VELT Partners, Brasil Capital e Lakewood Capital.

Termo

Em 2013, a investidora norte-americana Aileen Lee cunhou o termo “unicórnios” para designar startups avaliadas em pelo menos 1 bilhão de dólares. De lá para cá, o termo ganhou força e popularidade e, desde maio de 2017, o Brasil começou a ganhar os seus primeiros unicórnios brasileiros.

O Brasil se classifica entre os 10 países com o maior número de startups avaliadas acima de US$1 bi, com uma relação total de 16 unicórnios em meio a um registro de 13.465 startups em todo o país, de acordo com a StartupBase. Elencamos a lista completa com todas as startups brasileiras avaliadas em pelo menos 1 bilhão de dólares. Conheça agora cada uma delas:

99

Fundação: 2012
O que faz: Aplicativo de transporte individual
Fundadores: Paulo Veras, Ariel Lambrecht e Renato Freitas
Quando se tornou um unicórnio: Maio de 2017

PAGSEGURO

Fundação: 2006
O que faz: Soluções de pagamento
Quando se tornou um unicórnio: Janeiro de 2018

OBS: Assim como Arco Educação e Stone, a PagSeguro deixou de fazer parte da lista de startups unicórnio em 2020, por possuir abertura de IPO, tornando-se uma empresa de capital aberto.

NUBANK

Fundação: 2013
O que faz: Operadora de cartões de crédito totalmente baseada no digital.
Fundadores: David Vélez, Cristina Junqueira e Edward Wible
Quando se tornou um unicórnio: Março de 2018

ARCO EDUCAÇÃO

Oto de Sá Cavalcante e Ari de Sá Cavalcante Neto, pai e filho no IPO da Arco Educação na Nasdaq em 2018.

Fundação: 2004
O que faz: Software educacional
Fundador: Oto de Sá Cavalcante
Quando se tornou um unicórnio: Setembro de 2018

OBS: Assim como PagSeguro e Stone, a Arco Educação deixou de fazer parte da lista de startups unicórnio em 2020, por possuir abertura de IPO, tornando-se uma empresa de capital aberto.

STONE

Fundação: 2012
O que faz: Soluções de pagamento
Fundador: André Street
Quando se tornou um unicórnio: Outubro de 2018

OBS: Assim como PagSeguro e Arco Educação, a Stone deixou de fazer parte da lista de startups unicórnio em 2020, por possuir abertura de IPO, tornando-se uma empresa de capital aberto.

 MOVILE

Fundação: 1998
O que faz: Empresa por trás da criação do iFood, PlayKids, Sympla e outros.
Fundadores: Fabricio Bloisi e Eduardo Henrique
Quando se tornou um unicórnio: Novembro de 2018

IFOOD

Fundação: 2011
O que faz: Maior plataforma de delivery de comida pela internet da América Latina.
Fundadores: Guilherme Pinho Bonifacio, Patrick Sigrist, Felipe Ramos Fioravante e Simone Alves de Carvalho
Quando se tornou um unicórnio: Novembro de 2018

GYMPASS

Fundação: 2012
O que faz: Plataforma de acesso a academias e estúdios para atividades físicas presente em mais de 14 países.
Fundadores: César Carvalho, Vinicius Ferriani e João Thayro
Quando se tornou um unicórnio: Junho de 2019

LOGGI

Fundação: 2014
O que faz: Plataforma para entregas via motoboys.
Fundadores: Fabien Mendez e Arthur Debert
Quando se tornou um unicórnio: Junho de 2019

QUINTOANDAR

Fundação: 2013
O que faz: Plataforma para aluguel de imóveis.
Fundadores: André Penha e Gabriel Braga
Quando se tornou um unicórnio: Setembro de 2019

EBANX

Fundação: 2012
O que faz: Solução para que empresas internacionais possam receber pagamentos feitos no Brasil.
Fundadores: Alphonse Voigt, Wagner Ruiz e João Del Valle
Quando se tornou um unicórnio: Outubro de 2019

WILDLIFE STUDIOS

Fundação: 2011
O que faz: Desenvolve jogos mobile.
Fundadores: Arthur Lazarte e Victor Lazarte
Quando se tornou um unicórnio: Dezembro de 2019

LOFT

Fundação: 2018
O que faz: Compra e reforma de imóveis utilizando inteligência artificial.
Fundadores: lorian Hagenbuch e Mate Pencz
Quando se tornou um unicórnio: Janeiro de 2020

VTEX

Fundação: 1999
O que faz: Conecta o mercado de varejo através de plataforma de e-commerce.
Fundadores: Geraldo Thomaz e Mariano Gomide
Quando se tornou um unicórnio: Setembro de 2020

C6 BANK

Fundação: 2012

O que faz: É um banco sem agências físicas.

Fundadores:  Carlos Fonseca e Leandro Torres

Quando se tornou um unicórnio: Dezembro de 2020

 CREDITAS

Fundação: 2018

O que faz: Empréstimo com garantia de imóvel, veículo, consignado privado e financiamento de carro.

Fundadores:  Sergio Furio

Quando se tornou um unicórnio: Dezembro de 2020

MADEIRA MADEIRA

Fundação: 2009
O que faz: Venda de bens para lares através de varejo online e offline
Fundadores: Daniel Scandian e Marcelo Scandian
Quando se tornou um unicórnio: Janeiro de 2021

Fonte: AAA Inovação