Mastercard compra Finicity para a estratégia de Open Banking


A Mastercard anunciou nessa última semana que firmou contrato para adquirir a Finicity, uma provedora de acesso em tempo real a dados e insights financeiros que atua na América do Norte. O preço de compra foi de US$ 825 milhões e os acionistas da Finicity poderão ganhar até US$ 160 milhões adicionais, se as metas de desempenho forem cumpridas.

A incorporação da tecnologia complementar e das equipes da Finicity fortalecem a plataforma existente de open banking da Mastercard para permitir e assegurar uma maior variedade de serviços, reforçando as parcerias de longa data da empresa e o seu compromisso com instituições financeiras e fintechs em todo o mundo.

O sistema de Open Banking oferece aos consumidores e empresas um maior controle sobre seus dados financeiros. Isso engloba determinar como e onde terceiros – como fintechs ou outros bancos – podem acessar essas informações para fornecer novos serviços, como programas de gestão financeira ou realizar pagamentos em seu nome.

Há vários anos, a Mastercard vem investindo cada vez mais nesse espaço, incluindo o lançamento, em 2019, de um conjunto de soluções abrangentes de Open Banking na Europa. A união desses esforços com as plataformas de tecnologia da Finicity, como o Quicken Loans Rocket Mortgage e o Experian Boost, tem o potencial de moldar a próxima geração de serviços bancários abertos.

“O sistema bancário aberto é uma tendência global crescente e um espaço estrategicamente importante para nós. Com a incorporação da Finicity, esperamos não apenas progredir em nossa estratégia de open banking, mas também aprimorar a forma como apoiamos e aceleramos a economia digital de hoje em vários mercados”, disse o Presidente da Mastercard, Michael Miebach.

“Desde a nossa fundação, Nick Thomas e eu focamos no desenvolvimento de uma tecnologia líder do setor e na construção de uma organização que capacite consumidores e organizações a entender, gerir e usar seus dados financeiros para melhorar sua vida financeira”, disse o CEO e cofundador da Finicity, Steve Smith.