Grandes marcas e o Coronavírus:


Marcas e empresas vêm administrando a crise provocada pelo novo coronavírus com responsabilidade e engajamento. Nessa última semana, ações e apports importantes de grandes empresas foram anunciados como medidas para tentar ajustar os problemas causados pela pandemia. 

Veja abaixo alguns exemplos:

O Burger King Brasil, companhia que detém o licenciamento das marcas Burger King e Popeyes no país, anunciou que doará verbas para a prevenção e controle do coronavírus. Segundo a empresa, parte de toda a receita líquida de qualquer sanduíche vendido na rede será destinado ao SUS (Sistema Único de Saúde). Os recursos poderão alcançar até R$ 1 milhão. A companhia ainda não esclareceu como a parceria será feita.

Internamente, a rede montou um comitê para diminuir os riscos e reforçar a rotina de higiene de seus funcionários. A empresa informou que todos os restaurantes das marcas no país permanecerão funcionando normalmente.

O iFood divulgou três ações para ajudar a economia de seus restaurantes parceiros, que chegaram a 131,2 mil no final de 2019. A intenção é amenizar o impacto econômico e social que o alastramento de covid-19 tem causado, fazendo com que as pessoas prefiram evitar contato para não disseminar a doença. O principal ato será a destinação de R$ 50 milhões de sua receita para a criação de um fundo de assistência a restaurantes, com foco nos pequenos estabelecimentos locais. A empresa pretende começar as ações a partir de 2 de abril.

A companhia também irá antecipar os recebimentos dos restaurantes, sem custo adicional. Dessa forma, todo restaurante que optar por fazer parte dessa iniciativa, receberá seu pagamento em sete dias após a venda nos meses de abril e maio. Com isso, a expectativa é injetar até R$ 600 milhões no mercado brasileiro.

A Ambev anunciou nesta terça-feira, 17, que vai produzir 500 mil unidades de álcool gel para distribuir a hospitais da rede pública nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro e no Distrito Federal, onde há maior número de casos confirmados do novo coronavírus. Cada unidade de saúde receberá 5 mil frascos.]

A companhia vai utilizar a linha da cervejaria em Piraí, no Rio de Janeiro, para produzir etanol e 500 mil embalagens.

 

 

A Uber informou, no começo do mês, que vai remunerar por até 14 dias os motoristas e entregadores de sua rede que precisarem parar de trabalhar por causa da doença. O pagamento inclui parceiros infectados com Covid-19 que estejam em quarentena ou isolamento determinado por autoridades públicas ou recomendação médica.

 

Deixe uma resposta