Governo Federal Colombiano e SoftBank firmam acordo para desenvolver ecossistema de inovação na Colômbia


O Governo Federal Colombiano e a SoftBank, fundo global de investimentos em startups e inovações,firmaram um acordo de entendimento que propõe distintas iniciativas focadas no fortalecimento e desenvolvimento do ecossistema de empreendimento e inovação no país. Por parte do Governo, o acordo foi inscrito pelo Ministério do Comércio, Indústria e Turismo (MinCIT), através da iNNpulsa Colômbia, junto ao Bancoldex, SENA, Colciencias e o Ministério de Tecnologias da Informação e da Comunicação.

O objetivo principal desse acordo, que foi firmado durante a inauguração do “Centro para a Quarta Revolução Industrial” em Medelín nesta terça-feira, 30, é promover sinergias colaborativas entre o conglomerado japonês SoftBank com a sua entrada no mercado de investimentos da Colômbia para a dinamização, aceleração e escalamento das empresas em estágio inicial.

“A Colômbia é um dos países com maior potencial para o desenvolvimento do setor empreendedor e da economia laranja. E SoftBank, um dos maiores fundos de investimentos do mundo, entendeu isso. Por eles, continuaremos buscando novas fontes de financiamentos que aportem capital ao crescimento dos empreendedores e, por consequência, da economia”, disse José Manuel Restrepo Abondano, ministro de Comércio, Indústria e Turismo.

Particularmente, uma das iniciativas detalhadas é a transferência de conhecimento e apoio estratégico de instituições como iNNpulsa Colômbia, que, com o apoio do MinCIT, vai estabelecer sinergias colaborativas para a criação de novas fontes de financiamento de empresas e vai promover a criação de laços com instituições educativas nacionais para promover a formação técnica, assim como a definição de um espaço físico para essa aliança nos campos regionais de incubação e desenvolvimento empresarial.

“Os sinais são claros, o mundo está prestando atenção na Colômbia, em seu ecossistema de startups e inovação, e para isso temos a sorte de funcionarmos com um Governo Federal articulado, onde iNNpulsa e muitas outras instituições estão trabalhando na mesma linha por nossos empreendedores, pelo desenvolvimento de nossas capacidades produtivas; isso é muito importante para outros investidores e lhes traz a confiança necessária para investir em nosso país”, explicou Ignacio Gaitán, presidente da iNNpulsa Colômbia.

Já o Banco de Desenvolvimento Empresarial, Bancoldex, por meio desse acordo colocou em movimento o “Fundo dos Fundos”, um veículo de capital de investimentos para apoiar o acesso ao capital inteligente nas empresas inovadoras em estágio inicial. Esse fundo vai dispor de recursos de capital disponibilizados em conjunto pelo Governo Federal Colombiano, por meio das instituições inscritas no acordo, e o conglomerado japonês SoftBank.

“O novo fundo dos fundos do Bancoldex, terceiro desse tipo no mundo depois da Coreia e do México – gerenciado por uma instituição pública com recursos públicos e privados –, é um novo veículo de investimento via capital com o qual espera mobilizar recursos para impulsionar empresas jovens com alto potencial de crescimento. Contar com SoftBank nessa iniciativa é um voto de confiança tanto no veículo de investimento quanto em nosso país”, agregou Javier Díaz Fajardo, presidente do Bancoldex.

Entre o acordo também se sustenta a criação de um comitê interinstitucional junto ao Alto Aconselhamento para a Inovação e a Transformação Digital, acompanhados pelo MinCIT através de seu programa “Apps.co” para priorizar e selecionar empresas em estágio inicial suscetíveis a receberem investimentos por parte de SoftBank. Da mesma forma esse ministério se comprometeu com a empresa internacional a prestar apoio essencial para a aprovação de tecnologias voltadas para o fortalecimento de empreendimentos e fontes de financiamento.

“O empreendimento é um dos pilares do Governo, por isso nos parece fundamental esse acordo para dinamizar nosso ecossistema, particularmente em tecnologias da quarta revolução industrial com tanto potencial de impacto”, detalhou Sylvia Constaín, ministra de Tecnologias de Informação e das Comunicações.

No acordo também está expresso o compromisso do Colciencias e do SENA para participar de maneira ativa nas iniciativas enumeradas dentro dessa aliança em prol do fortalecimento dos empreendedores do país, assim como também deixaram a porta aberta para realizar futuros novos investimentos no “Fundo dos Fundos”.

O SoftBank recentemente lançou um fundo de inovação destinado ao investimento em companhias de tecnologia na América Latina e com esse acordo, expressa sua intenção de colocar a Colômbia como eixo de suas ações na região.

Deixe uma resposta