Entenda como o WhatsApp pode auxiliar empresas na localização de devedores


A primeira ideia que temos quando pensamos em utilizar o WhatsApp com uma ferramenta de relacionamento é para as ações de vendas e atendimento ao cliente (SAC) – mas o que poucas empresas sabem, é que é possível sim utilizar a plataforma de aplicativo mais famosa do mundo para a localização de devedores.

Hoje, aproximadamente 120 milhões de usuários utilizam o app diariamente no Brasil, sendo que nosso país representa 8% dos usuários mundiais. Com números tão expressivos, as chances de que um cliente com pendência financeira não utilizar o WhatsApp são mínimas, o que o torna um canal essencial para a localização de devedores – mas como ocorre este processo?

Antes de abordarmos, o como, é importante explicarmos o porquê? Atualmente, um dos grandes problemas na indústria da cobrança é localizar informações que possibilitem um contato efetivo com o cliente devedor – isso ocorre, pois na maioria das vezes as empresas acabam recebendo volumes estrondosos de telefones, oriundos dos processos de enriquecimento cadastral que não são do próprio devedor e sim de parentes, namorada, empregada doméstica e afins. Isso impacta fortemente o alcance das metas pelas assessorias de cobrança pela impossibilidade de se identificar quais telefones priorizar no discador, o que dificulta a localização de devedores.

Visando reduzir este impacto, algumas empresas de cobrança veem utilizando processos de enriquecimento cadastral com foco em telefones hots, contudo, o custo para geração desta classificação é extremamente alto, tornando-se inviável de utilização para clientes com dívidas inferiores a R$ 50.000.

Diante deste cenário, a Think Data, bureau de informações referência no mercado de crédito e cobrança, e especialista na criação de sistemas personalizados para a localização de devedores, desenvolveu uma inteligência artificial única no país, que integra o WhatsApp aos seus processos de enriquecimento cadastral. Como funciona? – Ao encaminhar os CPFs aos motores da Think Data, o sistema realizará o retorno apenas de telefones que estejam vinculados ao devedor, priorizando os de maior score (probabilidade de contato), e paralelo a isso, é possível solicitar que seja indicado qual dos telefones informados possuem WhatsApp ativo. Além disso, a plataforma possibilita o retorno da foto, frase de status, até do dia e hora de última visualização do aplicativo pelo cliente devedor.

Sabendo que existem companhias com grandes volumes de telefones vinculados aos CPFs em suas bases, mas que não sabem quais destes são os melhores para a obtenção do CPC (Contato com a Pessoa Certa), é possível realizar um processo de certificação cadastral, no qual a Think Data indica quais estão utilizando WhatsApp recorrentemente.

Através da estratégia citada anteriormente, é possível realizar processos de validação de bases de forma automatizada, durante a noite / madrugada, garantindo que os melhores telefones sejam carregados nos discadores logo no início da operação, o que torna as PAs muito mais produtivas. Empresas que utilizam essa estratégia veem observando uma redução média de 54% no tempo gasto para obtenção de um contato, com um incremento de 30% a 40% nos indicadores de CPC.

Para conhecer gratuitamente a solução de enriquecimento cadastral com WhatsApp da Think Data, acesse: https://www.thinkdata.com.br/teste-gratuito/

Deixe uma resposta